O Que Vestir No Inverno Para Proteger O Teu Tronco

Neste artigo vamos dar-te alguns conselhos acerca de formas de proteger o teu tronco: a máquina que produz grande parte do calor do teu corpo, que é depois redistribuído por diferentes partes do corpo através da circulação sanguínea.  

A arte de nos vestirmos por camadas ao usar três camadas de roupa no inverno ou quando está frio ou a chover, foi adoptada amplamente nos últimos tempos. O surgimento de tecidos com dupla função, tais como o tecido softshell, pôs em causa esta “teoria”, porque graças a uma só peça de vestuário podemos obter duas das funcionalidades obtidas ao usar três peças diferentes: proteção contra o vento e o frio e isolamento térmico que retenha o calor produzido pelo nosso corpo. 

Esta nova peça de vestuário multifuncional que habitualmente funciona como uma camada intermédia de isolamento, pode também ser utilizada como uma camada externa ou interna de isolamento. Desta forma, precisamos apenas de duas peças de vestuário para proteger o nosso corpo do frio e do vento, mantermo-nos quentes e expelir a transpiração. 

No entanto, vamos descrever com detalhe a função de cada uma das três camadas de roupa, juntamente com algumas dicas de modo a ajudar na escolha da combinação que melhor sirva as tuas necessidades e se adapte ao clima onde vives ou para onde viajares: 

CAMADA DE BASE:

Responsável por expelir a transpiração e mantê-lo seco.

Dever ser bastante justa e assentar como uma segunda pele. As camadas de base são normalmente fabricadas com fibras sintéticas ou lã merino, um tecido termorregulador natural que vai manter o teu corpo fresco em dias quentes e quente nos dias mais frios. Pode escolher entre mangas curtas, mangas compridas e versões sem mangas. Quanto mais grosso for o tecido, mais pesado e mais quente será. Tem cuidado, caso ele seja demasiado grosso podes fazê-lo suar em demasia.   

CAMADA INTERMÉDIA:

Garante o isolamento térmico  ao manter o frio na parte de fora e retendo o calor gerado pelo teu corpo.

Esta é a peça de roupa mais técnica uma vez que ela tem de encontrar um equilíbrio entre a respirabilidade e a retenção de calor. Uma combinação tão complexa quanto esta, é possível graças a um tecido softshell de 3 camadas. A camada exterior protege-o do vento e da chuva mais fraca ( de certo modo, lembra-te que não é um casaco impermeável). A camada intermédia conta com uma membrana que previne a entrada de ar frio e a sua penetração pela roupa até que chegue ao teu corpo. Finalmente, a camada intermédia é feita de um revestimento termorregulador que o mantêm quente. 

Há uma ampla variedade de opções no que respeita a esta peça de vestuário: sem revestimento interior, com maior resistência à água, mais fino ou mais grosso para proteger do frio e do vento, etc. Cada peça é concebida tendo em conta um alcance específico de temperaturas ou condições atmosféricas. 

CAMADA EXTERIOR:

Os coletes corta-vento de ciclismo são a peça de vestuário que te vai proteger do vento e os casacos impermeáveis são a camada que te vai manter seco nos dias de chuva. 

Tem em conta que grande parte dos coletes corta-vento não te vai proteger caso a chuva não seja ligeira, embora outras peças mais tecnológicas tal como os casacos impermeáveis sejam resistentes à água e possam mesmo ser à prova de água. Permitir uma respirabilidade alta ao usar esta terceira peça pode ser difícil, uma vez que ao ser 100% à prova de água, vai bloquear a evaporação da transpiração libertada pelas duas camadas anteriores e manter a humidade. Portanto, é importante usar esta terceira camada apenas quando necessário.   


Ao escolher a combinação das peças que melhor se adequa a ti, tem em conta quatro características principais: proteção, respirabilidade, peso e conforto.  

  • Todas as peças devem te proteger do frio e do vento e ser ao mesmo tempo  respiráveis o suficiente de modo a evitar a acumulação de transpiração na parte de dentro. Caso haja retenção de humidade e não secar devidamente, vai acabar por constipar-te.  

  • O peso é um fator importante em cada uma das três peças. Quanto mais leve ela for, melhor, mas tem em conta que uma peça muito leve significa menos peso do tecido e logo menos proteção. É conveniente encontrar um equilíbrio entre os dois fatores.  

  • O conforto na bicicleta é indispensável, é por isso que cada uma das peças deve assentar bem no nosso corpo e entre si. Não faz sentido usar uma camada de base que assenta perfeitamente, caso a camada exterior seja demasiado grande, permitindo facilmente a entrada de ar. Não devendo as camadas ser demasiado justas para permitir a circulação sanguínea que mantém o calor do corpo e independentemente da elasticidade dos tecidos, caso esteja sobrecarregado, os teus movimentos vão ser limitados e vais ter dificuldade em guiar a bicicleta devidamente.  


Por fim, cada ciclista é diferente, por isso, mesmo que as circunstâncias sejam as mesmas,
a combinação de peças de roupa que funciona para uma pessoa, pode ser demasiado ou muito pouco para outra. O teu colega de trabalho que liga sempre o ar condicionado no escritório enquanto estás a tremer de frio, não vai precisar de tanta proteção. Todos somos diferentes, com diferentes necessidades, mas é mais prudente correr o risco de se vestir em demasia do que não o fazer de todo. Mais vale despir algumas peças de roupa ou abrir o fecho-éclair do que ter frio. 
← Volver al blog

También te puede interesar...