Quando Usar Coletes Corta-vento De Ciclismo

O colete corta-vento de ciclismo é uma das peças mais versáteis e populares da gama de vestuário desportivo. É uma peça indispensável naquilo que toca ao vestuário de ciclismo, quase tão essencial quanto a tua camisola ou calças favoritas.    

Neste artigo vamos explicar quando usar um colete corta-vento de ciclismo e quando NÃO o deverás fazer. Vamos também falar acerca de como o usar e de quais são as características mais importantes de um bom colete de ciclismo.

  • Quando deverás usar um colete corta-vento de ciclismo? 

    É uma peça de roupa que podes usar praticamente durante todo o ano. É uma peça essencial durante os meses ou em locais em que as condições atmosféricas são bastante variáveis.

    No outono e no inverno pode ser usado como uma terceira camada por cima do casaco ou da camisola de manga comprida de modo a reforçar a proteção contra o vento. Sempre que estiveres com calor, simplesmente abre o fecho-éclair do colete de forma a permitir a entrada de ar. Quando já não precisas dele, dobra-o simplesmente e põe a peça no teu bolso de trás - vai ser útil quando começar a pedalar outra vez depois de uma breve pausa. 

    Podes usá-lo durante o verão e a primavera, principalmente se decidires ir pedalar depois do trabalho, quando os fins de tarde se podem tornar frescos ou se saíres de casa cedo ao amanhecer, para te proteger da brisa fria da manhã. Logo que esteja quente o suficiente, podes tirá-lo e arrumá-lo facilmente no bolso de trás da tua camisola de ciclismo.

    Caso vás andar de bicicleta para zonas montanhosas com descidas longas, certifica-te que tens um colete corta-vento de ciclismo no teu bolso ou na tua mochila. Vais certamente usá-lo nas descidas uma vez que vai dar-te a proteção necessária ao teu corpo depois de suar nas subidas. 

  • Quando não deves usar um colete corta-vento de ciclismo? 

    Um colete corta-vento não é à prova de água. Ele não te vai proteger da chuva. Alguns modelos podem te proteger de chuviscos, mas se chover muito vais acabar ensopado. Não optes por um colete corta-vento caso vás sair e esteja a chover ou caso haja previsão de chuva intensa.
     
  • Como usar um colete corta-vento de ciclismo? 

    A versatilidade de funções desta peça depende em grande medida da forma como a usas e da forma como a combinas, de modo a protegê-la do vento e do frio.  É essencial saber quando o deves tirar ou quando deves abrir o seu fecho-éclair. Por exemplo, quando sobes uma encosta, não estás a mover-te a grande velocidade, logo estás menos exposto ao vento. Neste caso, deves abrir o colete ou mesmo tirá-lo de modo a evitar suar excessivamente, pois terás ainda que fazer a descida.

    Usar um colete corta-vento juntamente com mangas de aquecimento de braços, vai dar-te opções que outras peças não te proporcionam.  Podes abri-lo para arrefecer ou podes também retirar as mangas dos braços primeiro e só depois retirar o colete, ou fazê-lo na ordem contrária, tendo em conta a temperatura do teu corpo ou a temperatura exterior. 

  • Como escolher o colete corta-vento de ciclismo ideal?

As características as que deves estar atento quando escolher um colete corta-vento são as seguintes:  

    • Tamanho. Ele deve ser o mais justo possível de modo selar as possíveis entradas de ar; para que não se agite e crie a resistência ao vento.   
       
    • Material. Dependendo do tecido, ele pode proporcionar maior ou menor proteção ao frio e ao vento.  A grande maioria é feita de 100% poliéster e é habitualmente extremamente leve. Caso precises de maior proteção, há coletes concebidos com tecidos mais tecnológicos. São mais caros e um pouco mais pesados. 

    • Zona frontal com proteção contra o vento e costas feitas de malha e tecido de micromesh para uma transpiração ideal. Deve também proteger o pescoço.  

    • Fecho-Éclair que não fique preso e com um bom puxador para que o colete seja facilmente aberto, retirado e vestido com ou sem luvas enquanto pedalas. 

    • Os coletes mais leves são facilmente dobráveis e podem ser arrumados num bolso ou mesmo por baixo da camisola caso os teus bolsos estejam cheios. Alguns podem ser dobrados para dentro de um bolso próprio, tornando-os mais compactos, acessíveis e fáceis de arrumar.  

    • Bolsos nas costas, bem como um acesso facilitado aos bolsos traseiros das camisolas ou casacos. 

    • Elementos refletores ou cores vivas e luminosas que aumentem a visibilidade.
← Volver al blog

También te puede interesar...